domingo, 22 de março de 2009

Mulheres que merecem um dia especial - Final


Como prometido, publicarei agora a segunda parte da lista das mulheres que realmente merecem um dia só seu. Quem ainda não viu a primeira parte, clique aqui.

26.SUSAN B. ANTHONY (EUA - DE 1820 A 1906)
Pioneira no movimento feminista americano e europeu no século 19. Fundou a Associação Sufragista Americana, e foi a primeira mulher a ter seu rosto estampado em uma moeda de circulação nacional nos EUA.

27.ANITA GARIBALDI (BRASIL - DE 1821 A 1849)
Companheira de Giuseppe Garibaldi, é conhecida como a "Heroína dos dois Mundos", por ter participado da Revolução Farroupilha no Brasil e na unificação da Itália.

28.CLARA BARTON (EUA - DE 1821 A 1912)
Fundadora da Cruz Vermelha Americana na época da Guerra Civil, e Presidente da Organização por 22 anos, é referência como humanitária e universalista.

29.PRINCESA ISABEL (BRASIL - DE 1846 A 1921)
Princesa Imperial do Brasil e primeira Senadora da Nação, aboliu a escravatura e defendia o voto feminino e a Reforma Agrária. Era partidária de idéias modernas, e sua postura era considerada avançada para a época.

30.CHIQUINHA GONZAGA (BRASIL - DE 1847 A 1935)
Autora da primeira marcha carnavalesca, "Ô abre alas", em 1899, foi a primeira pianista de chorinho e a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil, além de ter sido ativista do Abolicionismo e do Movimento Republicano.

31.MADAME CURIE (FRANÇA - DE 1867 A 1934)
Junto com seu marido Pierre, foi Prêmio Nobel em Química em 1911 pela descoberta dos elementos químicos Rádio e Polônio.

32.HELEN KELLER (EUA- DE 1880 A 1968)
Cega e surda, foi a primeira pessoa nessas condições a ganhar um diploma, graças especialmente ao trabalho de sua professora Anne Sullivan em torná-la apta para a sociedade, apesar de suas deficiências. Tornou-se escritora e ativista social.

33.ELEANOR ROOSEVELT (EUA - DE 1884 A 1962)
A grande primeira dama americana, referência até hoje em seu país, foi ativista dos Direitos Humanos, e embaixadora na ONU, nomeada pelo Presidente Harry Truman, após a morte de seu marido, Franklin Delano Roosevelt.

34.TARSILA DE AMARAL (BRASIL - 1886 A 1973)
Uma das maiores pintoras brasileiras, seu quadro "Abaporu", de 1928, inaugura o Movimento Antropofágico, e foi a obra brasileira a alcançar o maior valor em um leilão internacional: 1,5 milhão de dólares.

35.MARY PHELPS JACOB (EUA - DE 1891 A 1970)
Poeta, editora, pacifista e socialite novaiorquina, foi a inventora do sutiã, que livrou as mulheres da prisão do espartilho.

36.BERTHA LUTZ (BRASIL - DE 1894 A 1976)
Pioneira do feminismo no Brasil, foi fundadora na Federação Brasileira para o Progresso Feminimo e Deputada Federal no governo Getúlio Vargas.

37.GOLDA MEIR (ISRAEL - DE 1898 A 1978)
Uma das fundadoras do Estado de Israel e Quarto Primeiro-Ministro do país, considerada firme em suas decisões, ganhou o apelido de "Dama de Ferro" (que depois foi passado a Margaret Thatcher).

38.ARACY DE CARVALHO GUIMARÃES ROSA (BRASIL - 1908)
Única brasileira homenageada no Museu do Holocausto, segunda esposa de Guimarães Rosa, salvou mais de 100 judeus na Segunda Guerra, emitindo passaportes para entrada ilegal dos refugiados no Brasil. Ainda vive.

39.SIMONE DE BEAUVOIR (FRANÇA - DE 1908 A 1986)
Eecritora, filósofa existencialista e feminista francesa, uma de suas obras, "O segundo sexo", traçou um perfil analítico sobre o papel das mulheres na sociedade moderna. Foi a companheira do também filósofo Jean Paul Sartre.

40.MADRE TERESA DE CALCUTÁ (ÍNDIA - DE 1910 A 1997)
Missionária católica albanesa, considerada a maior do século 20, dedicou sua vida aos desprotegidos e pobres da Índia, por meio da sua congregação "MIssionárias da Caridade".

41.PATRÍCIA "PAGU" GALVÃO (BRASIL - DE 1910 A 1962)
Escritora, jornalista e militante comunista brasileira, foi um dos grandes destaques no Movimento Modernista iniciado em 1922. Escreveu "Parque Industrial", "A Famosa Revista" e "Safra Macabra".

42.RACHEL DE QUEIROZ (BRASIL - DE 1910 A 2003)
Jornalista, tradutora e romancista, foi a primeira mulher a ingressar na Academia Brasileira de Letras. Ganhou em 1993 o considerado Nobel da Literatura Portuguesa, o Prêmio Camões, e é considerada a maior escritora brasileira.

43.ROSA PARKS (EUA - DE 1913 A 2005)
Costureira americana, tornou-se símbolo do Movimento Civil pelos direitos dos negros ao recusar ceder seu lugar a um branco em um ônibus, em 1955. Sua luta solitária acabou chegando aos ouvidos de Martin Luther King, que incitou os negros a recusar o transporte público branco.

44.IRMÃ DULCE (BRASIL - DE 1914 A 1992)
Religiosa brasileira, destacou-se por seu trabalho de assistência aos pobres e aos necessitados, e por suas inúmeras obras de caridade no Nordeste, em especial na Bahia.

45.EVA PERÓN (ARGENTINA- DE 1919 A 1952)
Segunda esposa de Juan Péron, foi a maior primeira-dama Argentina, defensora dos direitos femininos e considerada líder espiritual da nação até hoje.

46.MARGARET THATCHER (INGLATERRA - 1925)
Política britânica e primeira-ministra por 11 anos, ficou conhecida como "Dama de Ferro" devido à linha dura de seu governo. Batalhou greves, enfrentou a Argentina na Guerra das Malvinas, e foi uma incansável inimiga da União Soviética e do Comunismo.

47.RUTH CARDOSO (BRASIL - DE 1930 A 2008)
Antropóloga, professora da USP e, apesar de não apreciar o título, primeira-dama brasileira no governo Fernando Henrique Cardoso, criou o Programa Comunidade Solidária de Combate à Exclusão Social e à Pobreza, destacando-se por sua idoneidade e princípios éticos.

48.SHERE HITE (EUA - 1942)
Sexóloga e feminista americana, chocou o mundo com seu "Relatório Hite", focado principalmente na sexualidade feminina e em como a cultura individual afetava a vida sexual.

49.LEILA DINIZ (BRASIL - DE 1945 A 1972)
Atriz à frente de seu tempo, escandalizou o Governo Militar e a sociedade brasileira no fim dos anos 60 e começo dos anos 70, por aparecer grávida na praia e admitir em entrevistas que "transava de manhã, de tarde e à noite". Odiada na época, tanto pela direita quanto pela esquerda, tornou-se um símbolo da mulher brasileira emancipada e independente.

50.MARIA DA PENHA (BRASIL)
Vítima de atentados praticados por seu ex-marido, sua luta e história inspiraram a lei de proteção das mulheres em casos de violência doméstica. Hoje é coordenadora da Associação de Estudos, Pesquisas e Publicações da Associação de Parentes e Amigos de Vítimas de Violência.

Com Maria da Penha finalizo a lista destas mulheres incríveis, que escreveram (e ainda escrevem) a história da mulher moderna. Se tiverem mais algum nome a acrescentar, por favor deixe o seu comentário.

Bjôoooooo

Fonte: Terra Mulher - Claudio S. R. Pucci

2 comentários:

Queen T. disse...

excelentes representantes
com ctza teriam algumas mais a figurar essa listagem, porém estas já representam a evolução das mulheres.

bjao, boa semana,

Tessa.

June disse...

Nossa.
Temos por hábito ver a histéria delas isoladamente, mas quando as unimos... A dimensão da vitória e garra e evolução dessas mulheres é impressionante!

Excelente post.